Exercício para aliviar a ansiedade

 

 

Ansiedade é uma reação natural do ser humano ante situações indesejadas, adversas, temidas. Conheça um exercício que atenua as sensações físicas e ajuda a estabilizar a mente quando estamos ansiosos.

 

## Na correria do dia a dia, parece que tudo em nós fica acelerado: os movimentos, a velocidade da fala, a pulsação, o caminhar. Lembramos das coisas que temos para fazer e ficamos aflitos: vai dar tempo? Pensamos em uma situação que preocupa e sentimos o coração apertar. Demoramos para pegar no sono, tantos são os pensamentos que rodam na mente, ou acordamos no meio da noite com nossas preocupações.

 

Esses são sinais da ansiedade que nos afeta nesses tempos em que somos tão pressionados por demandas, metas, prazos, incertezas, pela grande quantidade de afazeres e informações para dar conta. 

 

Ansiedade é uma reação natural do ser humano ante situações indesejadas, adversas, temidas.Pode ser uma situação iminente ou futura, surgir sem aviso ou ter data marcada, ser concreta ou imaginária, do tipo “e se acontecer tal coisa?”.  Sentimos um aperto no peito ou no estômago; o coração acelera, a respiração fica mais curta e rápida, mãos e pernas podem ficar um pouco trêmulas, surge uma confusão mental momentânea.

 

 É bem verdade que há casos em que a ansiedade torna-se aguda e impede a pessoa de levar uma vida normal. Fora isso, pode ser administrada sem a necessidade de ansiolíticos. Eu aprendi a lidar com a minha. Quando estamos ansiosos, perdemos o foco, nossas ações são erráticas e não produzem bons resultados.

Como lidar com a ansiedade? 

Comece a observar que, na maioria dos casos, o que provoca a ansiedade é o pensamento sobre algo que está para acontecer ou pode acontecer (e talvez nem aconteça...). Sendo assim, se não houver o pensamento, não haverá a ansiedade – cortamos o mal pela raiz.

 

Você me perguntaria agora: “Mas como deixar de pensar na situação que me aflige? Fazer isso é impossível!”. Bem, não se trata de deixar de pensar, mas sim de não alimentar o pensamento, colocando a atenção em algo que acontece no aqui-agora: sua respiração, a sensação em determinada parte do corpo ou uma atividade que você estiver executando.

 

A lógica por trás disso é a seguinte: ao focalizar a atenção em algo que acontece no aqui-agora, ativamos o modo neurológico da experiência direta. E quando a mente está nesse modo, não está em seu oposto – o modo narrativo ou divagatório, em que viaja ao passado, ao futuro ou a outro lugar. O modo divagatório é essencial para a nossa vida, pois nos permite planejar, refletir, criar cenários etc. Mas é também a fonte dos pensamentos de preocupação que disparam os sintomas de ansiedade.

Exercício para momentos de ansiedade

Quando perceber que está ansioso e não consegue parar de se preocupar, tire alguns minutos para ficar sozinho, num lugar onde não será incomodado. Você pode ficar sentado ou deitado; procure relaxar o corpo. Feche os olhos e dirija a atenção para as sensações da respiração nas narinas, no peito ou abdômen (escolha o local em que elas são mais perceptíveis para você).

 

Respire um pouco mais lenta e profundamente que o seu normal. Ao inspirar, conte 1, 2, 3; ao expirar, conte até 5. No decorrer do exercício, experimente aumentar a contagem – inspirando até 4 e expirando até 6, e assim por diante. Só não force sua respiração. Seja gentil com você mesmo.

 

Sempre que você perceber que a mente voltou a ter pensamentos, simplesmente recoloque a atenção na respiração e recomece a contagem. Já vou avisando: isso acontecerá muita vezes!  A intenção do exercício não é “esvaziar a mente”, mas sim tirar a energia dos pensamentos sempre que eles surgirem. Só o fato de interrompê-los irá aos poucos estabilizando você. E ao praticar uma respiração mais calma e profunda, você também estará favorecendo a ação do sistema nervoso parassimpático, que atenua as sensações fisicas da ansiedade.

 

Esta é uma das práticas que fazem parte do Programa Você Mais Centrado com Mindfulness. Clique aqui para saber o que mais você pode aprender

Compartilhe
Please reload

Categorias
Please reload

Outros conteúdos

October 25, 2017

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square