Mindfulness no combate à insônia

Está difícil desligar dos problemas? À noite, na cama, você pensa em tantas coisas que nem consegue dormir?

 

## Sei bem como é isso.... Passei anos de minha vida acordando de madrugada, rolando insone de um lado para outro da cama.

 

Eu contava carneirinhos, ia para os pés da cama, bebia água, comia banana, lia alguma coisa. Nada resolvia. Quanto mais o tempo passava, mais aflita eu ficava para voltar a dormir, mais me agitava... Quando enfim pegava no sono, já era quase hora de levantar.

 

Estudos mostram que um terço da população mundial sofre com distúrbios do sono. Há várias causas para o problema, inclusive orgânicas. Na maior parte dos casos, dizem os médicos, a insônia está relacionada à ansiedade e ao stress, que também são muito comuns hoje em dia.

 

No meu caso, era bem isso – ansiedade, agitação mental, pensamento acelerado. O que me impedia de voltar a dormir era minha mente, que não parava de pensar. Eram os assuntos do trabalho, as coisas por fazer, as que eu não havia feito, pendências, problemas, preocupações...

 

Levei um bom tempo para concluir que de nada adiantava ficar pensando em trabalho, tentando resolver problemas e me preocupando com um milhão de coisas durante a noite. Noite é para dormir!  O corpo precisa descansar, a cabeça também.

 

Parei de pegar o celular para ler notícias e redes sociais, pois, em vez de me dar sono, essas leituras deixavam minha mente mais ativa. Mas ainda faltava algo que me ajudasse a dormir de novo, e isso eu descobri depois que comecei a fazer mindfulness.

 

Um dos efeitos da prática regular de mindfulness é a redução do stress e ansiedade, e só isso já melhorou muito a qualidade do sono.  Porém, é comum eu despertar de madrugada com vontade de ir ao banheiro, e ultimamente tenho acordado também por causa dos sintomas da menopausa (aff, agora tem mais essa!).

 

Se numa dessas acordadas a mente se agita e não me deixa dormir, faço um exercício de mindfulness para interromper a torrente de pensamentos. Viro de lado, na posição em que gosto de dormir, e focalizo a atenção nas sensações da respiração no abdômem, como se respirar dependesse da minha vontade.  Quando percebo que estou novamente pensando, retorno a atenção para o abdômem. Aos poucos a mente desacelera e em algum momento se rende ao sono.

 

Experimente fazer o mesmo!

 

A prática de mindfulness é a base do Programa Você Mais Centrado - foco, bem-estar e satisfação com você mesmo. Clique aqui para saber como o programa funciona e o que você pode aprender. 

 

 

 

Compartilhe
Please reload

Categorias
Please reload

Outros conteúdos

October 25, 2017

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square