Por que fazemos tanto e realizamos tão pouco?